fbpx

Figuras históricas da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo ficaram de fora do evento virtual realizado na semana passada e estão protestando nas redes sociais.

Vamos falar sobre memória do movimento LGBT: como ocorre sua construção? O que a história pode dizer sobre quem somos? E a importância de valorizarmos nossa memória. 

Dê um play no seu exercício jornalístico de resistência, reflexão e amor #LGBTpodcasters

Produção, apresentação e edição: @bruno_nomura

Agradecimentos especialíssimos ao Matheus Rocha e João Lucas Yamin Cunha, nossos apoiadores.

Acha este projeto importante? Gosta do nosso conteúdo? Com valores a partir de dez reais, você ajuda a manter este projeto vivo. Saiba como contribuir aqui.

SPOTIFY

DEEZER

APPLE PODCASTS

GOOGLE PODCASTS

CASTBOX

YOUTUBE

Ou busque Bendita Geni – Jornalismo LGBT no seu player preferido de podcast.

Foto: Silvetty Montilla/Divulgação

Obras recomendadas pelo historiador Leonardo Arouca:

LIVROS

– Devassos no paraíso: a homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade (João Silvério Trevisan)
– Na trilha do arco-íris – do movimento homossexual ao LGBT (Júlio Assis Simões e Regina Facchini)
– Além do Carnaval: a homossexualidade masculina do Brasil do século XX – (James N. Green)

DOCUMENTÁRIOS

– São Paulo em Hi-Fi (Lufe Steffen)
– Dzi Croquettes (Tatiana Issa e Raphael Alvarez)
– Divinas Divas (Leandra Leal)

Um comentário

  1. Excelente iniciativa! Que esse trabalho siga a trilha das lutas sociais anti exploração, para uma sociedade mais justa, sem perseguições, sem violência, aos trabalhadores em geral, e aos LGBTs, negros, mulheres, uma sociedade sem classes! Abraço meu amigo historiador Leonardo nessa luta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *